Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Manaus lidera crescimento populacional no País, diz IBGE




MANAUS- A capital amazonense liderou os índices de crescimento populacional em comparação com outras cidades do Brasil. A população saltou de 1.405.835, em 2000, para 1.802.525, em 2010, representando um crescimento de 22%. Oportunidades de emprego e novos negócios estão entre as explicações para o município estar no sétimo lugar do ranking de cidades mais populosas do País, segundo contagem do Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
No início desta década, a Zona Franca de Manaus tinha cerca de 400 indústrias na capital. Atualmente, mais de 500 empresas geraram uma média de 20 mil empregos no setor, nos últimos dez anos.
De acordo com o presidente da Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Amazonas, Ralph Assayag, o comércio ainda totaliza 4,5 mil vagas abertas. "No comércio, nosso problema é a ausência de qualificação de pessoal local, o que acaba atraindo muita gente de fora", disse.
Para o geógrafo da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Marcos Castro, embora o crescimento populacional de Manaus tenha sido menor na última década do que entre 1991-2000, foi nos últimos dez anos que a capital mudou. "A capital está ganhando feições de metrópole, com muita gente de fora chegando e investindo em negócios e franquias antes inéditas", afirmou.

População

De acordo com o IBGE, 19 municípios mais que dobraram a população, desde 2000. O município que apresentou maior crescimento foi Balbinos, em São Paulo (199,47%). Há dez anos, eram 1.313 habitantes. Em 2010, o número passou para 3.932.
Na relação dos municípios que tiveram maior crescimento no número de habitantes, aparecem ainda Rio das Ostras, no Rio de Janeiro (190,39%) e Pedra Branca do Amapari, no Amapá (168,72%).
Outros 1.520 municípios apresentaram queda no número de habitantes. Os cinco que tiveram maior redução foram: Maetinga (BA), Itaúba (MT), Severiano Melo (RN), Ribeirão do Largo (BA) e Esmeralda (RS). Por outro lado, Roraima é o estado menos populoso, com 451.227 pessoas.

Urbanização

O índice de moradores que vivem na cidade aumentou neste ano, em relação aos dados anotados em 2000. De acordo com o IBGE, em 2010, em todo o país. 15,65% dos habitantes moram na zona rural e 84,35% vivem em situação urbana. Há dez anos, os percentuais eram de 18,75% e 81,25%, respectivamente.
O Censo 2010 mostra que 67 municípios têm 100% da população em situação urbana. Outros 775 têm mais de 90% dos habitantes nesse mesmo quadro.



Fonte: http://www.portalamazonia.com/
 
 
 
Postado por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.