Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

ESTUDANTE ATALAIENSE, VOCÊ PODERÁ GANHAR ATÉ 18 MIL REAIS PARA TRABALHAR FORA DO PAIS: SEJA UM DIPLOMATA


A carreira de diplomata tem salário inicial de R$ 12.962 (cargo inicial de terceiro secretário), mas com o tempo, o valor pode chegar a R$ 18.478 (ministro de primeira classe, mais conhecido como embaixador). Estes são valores de remuneração no Brasil. Quando o diplomata está em país estrangeiro, ele recebe outros benefícios que variam de acordo com a função que exerce e o país que irá trabalhar.

Para fazer parte da carreira diplomática, o primeiro passo é o concurso público, considerado um dos mais complexos e exigentes que existe. O professor de direito constitucional André Lopes, do Gran Cursos, ressalta que dominar dois idiomas, entre eles o inglês é fundamental. Ter especialização ou qualquer outro tipo de pós-graduação não é tão essencial para garantir a vaga, na opinião de Lopes.
- Não vejo que os cursos de pós-graduação representem condições para a aprovação, não desconsiderando a utilidade dos mesmos se bem feitos e em área correlata com a atividade diplomática.
Ele lembra que os conhecimentos técnicos são importantes, mas a experiência de vida conta pontos para os candidatos:
- A diplomacia requer experiência, vivência, visão de mundo, atenção aos conflitos internacionais, internos, às vicissitudes de cada ordem social e jurídica, aos modos de governos, sistemas atuais e evoluções. Exige sensibilidade para a compreensão da dinâmica dos povos.

O que faz um diplomata
O diplomata representa os interesses de seu país no exterior e em negociações comerciais, relações culturais e diplomáticas com os demais países do mundo. Todos os assuntos, públicos ou privados, de interesse do Estado fazem parte da área de atuação do diplomata.
Aprovado no concurso, o servidor ingressa como terceiro secretário e pode chegar a ministro de primeira classe, mais conhecido como embaixador, passando pelos cargos de segundo secretário, primeiro secretário, conselheiro e ministro de segunda classe.  Do primeiro para o segundo estágio é compulsório, ou seja, assim que finaliza o curso de formação no Instituto Rio Branco, que dura cerca de dois anos, os terceiros secretários avançam um posto.
Os cargos de secretários têm atribuições muito semelhantes para ascender na carreira é preciso tempo de serviço, avaliação interna, cursos realizados e atividades que tenham sido desempenhadas em outros países. No caso do cargo de conselheiro e ministro de segunda classe, é importante ter uma boa rede de relacionamentos e reconhecimento nos trabalhos desempenhados. Para se tornar embaixador é necessária a indicação do presidente da República.


Fonte: www.r7.com

Postado por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.