Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Cheia dos rios já afetaram 20 cidades no Amazonas e mais de 140 mil habitantes

Mapa da cheia, 08/05 (Foto: G1 AM')






MANAUS - O Amazonas passa mais uma vez por grandes dificuldades quanto à cheia dos rios que banham principalmente a bacia do Alto Solimões. Até o momento, 20 cidades estão em situação. Na calha do Rio Juru[a os municípios em emergência são: Itamarati, Guajará, Ipixuna, Envira e Juruá, na calha do Rio Purus estão: Canutama, Tapauá, Carauari, Pauini e Lábrea.
Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga, Amaturá, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença e Tonantins situados no Alto Solimões, também estão em situação de emergência por causa do avanço das águas.
O município de Boca do Acre é o mais afetado pela cheia, com 20.905 pessoas de 4.181 famílias atingidas. A cidade, que fica no Sul do Estado e banhado pelo Rio Purus, está em estado de calamidade pública.
Humaitá, no Rio Madeira, e outros três municípios do Médio Solimões: Fonte Boa, Uarini e Alvarães estão em situação de alerta.

AJUDA HUMANITÁRIA

A Defesa Civil do Amazonas informou que enviou 374 toneladas de alimentos não perecíveis às cidades afetadas pela cheia no Estado. O objetivo é garantir alimentos aos ribeirinhos, que nesta época ficam com a produção agrícola comprometida. Além de alimentos, a população recebe kits dormitório - colchões, redes e mosqueteiros - e de higiene pessoal, medicamentos, filtros de água, hipoclorito de sódio.

Fonte: www.g1.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.