Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Dicas de possíveis temas da redação do Enem 2014




BRASÍLIA - Na reta fina de estudos para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, que serão aplicadas no próximo fim de semana, os candidatos ainda tem tempo de estudarem temas que são apostas de professores. Entre eles estão fatos históricos que podem ser relacionados a acontecimentos recentes.

DIRETAS JÁ E APARTHEID

O professor de História do curso online QG do Enem, Marcelo Tavares, diz que uma das apostas é estudar os fatos que este ano completam "aniversário redondo", como o movimento "Diretas Já!", encerrado em 1984 e que completa 30 anos, além do Apartheid na África do Sul, que terminou em 1994, e os 100 anos da 1a Guerra Mundial.
O Diretas, já! porque juntamos o ano eleitoral e o aniversário de um movimento que foi determinante para o retorno das eleições diretas para presidente. Foi um movimento derrotado, mas que mostrou a iniciativa da sociedade brasileira em favor do restabelecimento do voto direto, explica o professor, lembrando que a mobilização pelas Diretas Já levou milhares de pessoas às ruas para pressionar em favor do voto direto.
Como 2014 marca os 20 anos do fim do Apartheid, o professor Marcelo diz que coloca o tema como referência obrigatória. "Quando você fala de Apartheid, fala de um regime de segregação racial que durou da década de 40 até 1994 e fala de Nelson Mandela, que ficou anos preso por se mobilizar contra aquilo", explica.
Ele também cita como boas apostas a "Ditadura Militar", a "Guerra do Vietnã", o "Coronelismo", o "Governo de João Goulart" e a "Constituição de 1988".

RESÍDUOS SÓLIDOS

O professor de Geografia do Pré-Vestibular Galois, Leonardo Dreher, acredita que a prova do Enem vai cobrar bastante temas ligados à questão ambiental. A Política Nacional de Resíduos Sólidos, que estabeleceu prazo até agosto último para que os municípios acabassem com os lixões e criassem aterros sanitários, é uma das apostas do professor.
"Em 2014 venceu o prazo, e a política acabou não sendo bem implementada já que nem todos os lixões foram fechados e os aterros sanitários instalados. O estudante precisa conhecer o tema sob a perspectiva das responsabilidades políticas, ver a questão do lixo não só como responsabilidade do Estado, mas também do empresariado e da sociedade civil", diz.

RECURSOS HÍDRICOS

A falta de água, que tem sido problema recorrente em cidades brasileiras e coloca em debate a importância do manejo dos recursos hídricos, as fontes de energia disponíveis no Brasil e as implicações do uso crescente das unisas térmicas, pode aparecer em textos e questões, na avaliação do pressor Leonardo. Ele diz que os estudantes devem ficar atentos também aos conflitos agrários envolvendo, por exemplo, garimpeiros, indígenas e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, já que esse tem sido o tema recorrente no Enem.

USO MEDICINAL DA MACONHA

O professor de Atualidade do curso online QG do Enem, Orlando Stiebler, acredita que o uso da maconha para fins mediciais é forte para cair no Exame ou até ser tema da redação. "É um tema que está em voga. No Brasil, gerou polêmica o fato de as pessoas importarem remédios à base de maconha para o tratamento de doenças. Ainda carecemos de uma regulamentação sobre o assunto", explica.
Fatos relacionados à Ditadura Militar também são fortes para a prova do Enem na avaliação do professor, já que em 2014 se completam os 50 anos do golpe militar. Ele cita, entre esses fatos, a exumação dos restos mortais do ex-Presidente João Goulart e os trabalhos da Comissão da Verdade.

COMISSÃO DA VERDADE: DITADURA MILITAR

"EM 2012 foi criada uma comissao para investigar o passado do Brasil e ela encerra as atividades em dezembro deste ano. Esse é um tema forte. É importante saber detalhes sobre o trabalho da comissão e o período que ela vai investigar, que é de 1946 a 1988.

CRISE ENTRE UCRÂNIA E RÚSSIA

Na área internacional, Stiebler prevê que apareçam temas como a crise entre a Ucrânia e a Rússia, o referendo na Escócia e o terrorismo internacinal, com destaque para a participação da organização do Estado islâmico.
As provas do Enem serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro. O exame tem 8,7 milhões de inscritos. Para se preprarar para a prova, os candidatos podem acessar aplicativo "questoesenem.ebc.com.br.
O banco de questões da Empresa Brasileira de Comunicação - EBC reúne itens de 2009 a 2013.

Fonte: www.agenciabrasil.ebc.com.br (Yara Aquino)

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.