Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS AINDA É A MAIS BEM CONCEITUADA ENTRE AS DO ESTADO EM RANKING NACIONAL


Para os estudantes finalistas do Ensino Médio são oferecidas 2.718 vagas nos 114 cursos de graduação da capital e dos campi da Ufam do interior do Estado



MANAUS - O 2o Ranking Universitário da Folha-RUF, divulgado na tarde desta quinta-feira, 12, no site da Folha de São Paulo, coloca três universidades do Amazonas - as únicas incluídas na pesquisa foram a Universidade Federal do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas e Centro Universitário Niltons Lins - em posições e com notas relativamente baixas na lista.
A Universidade Federal do Amazonas-UFAM ainda é a melhor opção de estudos da capital e figura em 66o lugar, com nota geral de 52,63. Já a Universidade do Estado do Amazonas-UEA aparece em 101o, com 37,78 de nota, e o Centro Universitário Nilton Lins-UniNilton Lins em 166o, cem posições abaixo da Federal e distante apenas 26 casas da última posição, somando 17.38 pontos na nota.
O RUF leva em consideração cinco indicadores que, juntos, somam até 100 pontos: ensino, valendo 32 pontos; que considera alguns subindicadores, como a porcentagem de professores que tem doutorado, quantos têm dedicação integral e a nota geral no Enade; Mercado de Trabalho, que chega a 18 pontos e usa como base dados da área de recursos humanos de empresas de todo o país; Inovação, com 4 pontos, que analisa o número de pedidos de patentes; Pesquisa, valendo 40 pontos, com o total de trabalhos e artigos científicos publicados; e, Internacionalização, com 6 pontos, que considera principalmente a quantidade de publicações em reação ao número de docentes.
A lista ainda monta subrankins para cada indicador. A UFAM ficou em 105o lugar no Ensino, 61o em Pesquisa, 43o em Mercado, 27o em Inovação e 80o em Internacionalização. A UEA ficou com os lugares 130o no Ensino, 96o em Pesquisa, 81o na Internacionalização. Por último, em com as piores médias, está a UniNilton Lins: 190o, 130o, 155o e 143o, respectivamente. O ranking não levou em conta dados de Inovação nem para a UEA nem para a UniNilton Lins, por falta de dados.


RANKING

O RUF analisou 192 universidades brasileiras e constatou poucas mudanças no cenário geral em comparação à sua primeira edição. A Universidade de São Paulo-USP continua em primeiro lugar e a Universidade do Estado de Roraima, permanece em último. Para isso, o ranking utiliza dados do Ministério da Educação, da DataFolha e do Instituto Nacional da Propriedade Industrial-INPI.

AS DEZ MELHORES COLOCADAS NO RUF

1o - Universidade de São Paulo - USP - Nota: 96.89
2o - Universidade Federal do Rio de janeiro - UFRJ - Nota: 95.64;
3o - Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG - Nota: 94.90;
4o - universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS - Nota: 94.58;
5o - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - Nota: 94.27;
6o - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Nota: 91.76;
7o - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC - Nota: 91.7;
8o - Universidade de Brasília - UNB - Nota: 91.65;
9o - Universidade Federal do Paraná - UFPR - Nota: 90.1;
10o - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE - Nota: 89.21.


Veja lista completa aqui, que também oferece rankings por cursos



Fonte: www.acritica.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.