Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Rede pública representa 62% dos aprovados no PSC da Ufam

 

Dados oficiais da Seduc apontam que, em 2012, 160 escolas públicas registraram alunos selecionados pelo processo.

MANAUS – Ketlen Gomes da Costa, de 17 anos, é uma estudante da rede pública de educação do Amazonas. Ela concluiu o Ensino Médio em 2011, no período noturno – um dos horários de maior evasão escolar. No entanto, ela tem muito a comemorar: é uma das mais novas estudantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A adolescente é um dos 1.5 mil alunos da rede pública aprovados no Processo Seletivo Contínuo (PSC) da instituição federal e vai cursar uma das graduações mais concorridas do Estado.
“Esse sempre foi um sonho e objetivo de vida”, comentou a estudante, que se disse surpresa com a notícia de alcançar a maior nota da rede pública no PSC: 378 pontos. Ao todo, 62% dos aprovados no PSC da Ufam são estudantes da rede pública. Das 2.490 vagas oferecidas pelo sistema de entrada na instituição de ensino superior, 1.544 serão preenchidas por alunos do sistema estadual de ensino.
De acordo com o secretário de Estado de Educação (Seduc), professor Gedeão Amorim, a rede pública estadual também foi hegemônica no PSC e preencheu a maioria das vagas oferecidas em 2011. “Neste ano, além de ser maioria, em números absolutos, o crescimento da rede pública estadual no PSC foi de 11,84% em comparação com o ano passado”, comemorou.
Dados oficiais da Seduc apontam que, em 2012, 160 escolas públicas estaduais obtiveram êxito no PSC, com registro de alunos selecionados pelo processo. É o caso da Escola Estadual Maria da Luz Calderaro, onde Ketlen estudou. Na lista das dez escolas públicas estaduais com o maior índice de estudantes aprovados no PSC constam unidades da capital e do interior.
A escola pública com o maior número de aprovados foi o Colégio Amazonense D. Pedro II (Manaus), com 98 alunos selecionados e média de avaliação geral de 573,29. Em seguida aparece a Escola Vital de Mendonça (Itacoatiara) com 75 alunos e a escola estadual Senador João Bosco Ramos de Lima (Parintins) com 51 estudantes selecionados. A
“Não tem segredo. O essencial é levar a sério os estudos e se dedicar”, revela a futura médica, que já decidiu pela especialização em cardiologista, Ketlen Costa.

Fonte: www.portalamazonia.com
Postado por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.