Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Ministro da Justiça anuncia contratação de novos policiais para garantir proteção às fronteiras



Vão ser realizados concursos públicos para ingresso dos novos profissionais das Polícias Federal e Rodoviária Federal.  A ideia é melhorar a proteção das fronteiras brasileiras

 

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou ontem que a presidente Dilma Rousseff autorizou a contratação de 1.500 homens da Polícia Rodoviária Federal e 1.300 da Polícia Federal. Ele não detalhou, porém, quando os editais dos concursos serão lançados. Segundo o ministro, os servidores que ingressarem a partir de agora nestes dois órgãos serão lotados nas fronteiras.
O anúncio foi feito durante a assinatura de pacto com 11 Estados para fortalecer a proteção das fronteiras brasileiras. O governo pretende investir R$ 37 milhões para reforçar o policiamento dessas regiões.
Segundo Cardozo, o reforço nas fronteiras só começa a partir de 2012 devido ao período de treinamento. “Pretendemos melhorar as condições daqueles que trabalham na fronteira. Isso não é uma promessa, é uma decisão”, disse.
Os Estados participantes do Plano Estratégico são Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
 Estados têm que mostrar seus projetos
 Para conseguirem verba do governo para o pacto de proteção às fronteiras, Estados como o Amazonas precisarão apresentar projetos, que serão avaliados pelo Ministério da Justiça segundo “critérios bastante objetivos”, conforme diz Cardozo. “Não será em momento algum a remessa de recursos feita de maneira aleatória. Tudo exigirá um plano com objetivos muito bem postos que serão acompanhados pelo Ministério da Justiça ao longo da execução”.
O pacto faz parte da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron) e envolve os ministérios da Justiça e da Defesa, sob coordenação do vice-presidente Michel Temer.

Fonte: www.acritica.com.br
Postado por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.