Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O BRASIL PRECISA DECIDIR E OPTAR PELO MELHOR

EDITORIAL

Manaus - Caro leitor, estamos em pleno processo eleitoral vigorando no Brasil. O 1o Turno das eleições já passou e nos resta agora o 2o Turno, tendo que escolher agora o(a)  melhor candidato(a) para ocupar o cargo de Presidente(a) do Brasil. Estão na disputa a candidata do PT, Dilma Rousseff e o candidato do PSDB, José Serra. Ambos aprovados em 1o Turno, com 47 milhões e 33 milhões, respectivamente.
É a primeira vez que faço um editorial para manifestar meu pensamento acerca desse processo e sobre o candidato que melhor vejo para administrar o nosso país.


A descoberta do pré sal aumenta a capacidade da petrobrás como uma empresa comprometida com os interesses do povo brasileiro

Decerto que, além do discernimento que possuo como cidadão-eleitor, busquei conhecer os argumentos dos dois candidatos. Observei o que os dois têm a realizar, o que dizem, e principalmente a que família partidária pertecem. Sim, não posso deixar de avaliar a história partidária, o caminho que cada um já percorreu e suas verdadeiras intenções. Nisso busco defender o povo brasileiro e principalmente o povo amazonense.
Em primeira mão, vejo de um lado uma candidata que representa a situação, isto é, representa o Brasil atual, o Brasil da economia estabilizada; o país, que pela sua força econômica e por sua democracia, destaca-se como líder na América Latina e perante as outras liderança mundiais; o país do bolsa-família; o país da maior empresa petrolífera e suas descobertas do pré-sal; o país da redução da miséria e da pobreza; o país da melhoria na distribuição de renda; o país da geração de emprego (vale ressaltar que ainda há muita gente desempregada por causa da falta de mão de obra qualificada); enquanto o mundo encontrava-se desesperado com a crise mundial, o Brasil não se abalava, tudo porque tinha estabilidade econômica, financeira e política e a inflação totalmente controlada, ou seja, o nosso dinheiro sempre valeu o que desejávamos, pois não é fácil dormir com 100 reais e acordar com 90 reais por força da desvalorização da moeda, como outrora acontecia (vale ressaltar que ainda hoje muitos países lutam para sair da crise, dentre eles os Estados Unidos); a candidata que representa a realidade, o momento do acerto e que carrega a responsabilidade de trabalhar em prol da contunuidade. Para isso, o Plano de Aceleração do Crescimento-PAC está em plena concretização. Imaginem a facilidade que o Estado do Amazonas encontrou para realizar o Programa de Saneamento dos Igarapés de Manaus-PROSAMIM, por meio da credibilidade que o Brasil hoje tem com os países a fora. Tal credibilidade rendeu empréstimos para este, que é o maior projeto de urbanização do Brasil. Vejamos ainda e da mesma forma o empréstimo para a construção da primeira grande ponte no Amazonas - Manaus / Cacau Pirera - obra que levará com maior facilidade progesso e desenvolvimento para o interior do nosso Estado.



Ponte Luís Inácio Lula da Silva - vai ligar Manaus a Cacau Pirera, Iranduba, Novo Airão e Manacapuru


O Distrito Industrial não só ganhou espectativas de longevidade, mas também assegurou emprego e renda para a população local. E pasmem, dentro de dois anos, apreciaremos ao maior banho de água já visto por muitos nordestinos: o prolongamento (desvio) do Rio São Franscisco em direção ao Sertão. Isto significa vida, força, alimento, dignidade para muitos brasileiros, que sempre viveram abandonados. Complementando tal feito, o programa luz para todos, abrindo espaço para o trabalho noturno, vida noturna, e o mais importante: alimento e liberdade.
Num adendo, quero dizer e que fique muito claro: nunca antes um governo trabalhou tanto para a classe operária. Nunca antes haviam dado oportunidade de emprego para tanta gente, com isso melhor distribuição de renda. O resultado disso foi o crescimento da classe média no Brasil, ou seja, as pessoas mudaram de vida, mudaram pra melhor. E a tendência natural é esse processo continuar.
Por outro caminho encontramos a oposição tomada à frente pelo PSDB. Tal partido tem feito seu trabalho de oposição, como todo partido faria, se nessa condição se encontrasse. Mas, faz mister destacar o excesso, o desnecessário, o volume de cobrança sem nexo, sem valoração, sem o princípio fundamental da eficiência. Mas isso não se compara à gestão do governo FHC, um governo que fez pela educação projetos que podem ser louvados. Fez ainda um trabalho de distribuição de renda através de um projeto de renda mínima para apopulação de baixa renda. Criou o plano real que até hoje perdura. Não obstante, o governo FHC privatizou quase tudo que pode, ou seja, vendeu o Brasil para empresários estrangeiros. Um exemplo negativo disso está claro no péssimo serviço de telefonia, na má gestão de fornecimento de água. Mas alguém poderia dizer que se esses serviços fossem prestados pelo governo estaria do mesmo jeito. Sim, mas o que mudou privatizando quase tudo? Gerou desemprego, pois as empresas enxugaram o que puderam seu quadro de funcionários. Contrário a isso, o governo Lula já decretou: até 2012, serão abertos 24 mil novos cargos através de concurso. Isto naturalmente leva à necessidade de estudar, de aprender de ser o melhor e conquistar uma vaga no serviço público, de outro modo, estamos falando de desenvolvimento, evolução, crescimento pessoal, profissional, intelectual e melhoria de vida.
Ao se fazer uma avaliação geral da situação pela qual o Brasil passa, vemos que há muito a fazer, há muito a melhorar. Mas é necessário reconhecer o quanto o nosso país evoluiu com o atual goverdo (LULA). Mas seria o único responsável por isso o nobre Presidente Luis Inácio Lula? Aí está a diferença, não é o Lula, a Dilma, o Serra ou o FHC que irá mudar o Brasil, mas uma equipe altamente preparada, homens e mulheres inteligentes que mudaram e podem continuar a dirigir o Brasil. O governo FHC já teve oportunidade de administrar o país, mas o que vimos foram muitas dificuldades enfrentadas, pois não havia uma equipe de assessores capazes de dar ao Brasil o que o Brasil tem hoje. Governar sozinho não resolve. Por esse motivo, é que afirmo que devemos dar apoio ao time que está ganhando, que está dando oportunidades a todos: "Brasil, um país de todos". Queremos, portanto, a continuidade do desenvolvimento, queremos o progresso, queremos o melhor para o povo, queremos DILMA para Presidente do Brasil.
Nós precisamos recordar 10 anos atrás. Nós precisamos nos lembrar de quantas vezes o governo FHC visitou o Amazonas. precisamos observar quantas vezes o Governo FHC valorizou o Distrito Industrial. Precisamos recordar se algum dia as Regióes Norte e Nordeste, onde se encontram as maiores parcelas de pessoas simples, humildes do Brasil. Precisamos fazer uma avaliação reflexiciva, equilibrada, racional. Conclamo a todos para que façam do Brasil, o Brasil que queremos e não o que não desejamos mais.
Em nova oportunidade, tecerei mais comentários para mostrar a você o porquê de fazer essa escolha. Não queremos perder o que conquistamos com muito suor, com muito sacrifício. Não queremos voltar para o passado e viver momentos de grandes aflições, de turbulência, de dissabores políticos.
Eu acredito neles sendo grandes opositores. Portanto, que continuem sendo oposição no Brasil, de um governo que faz, que vai fazer que vai dar ao posso que merece.



Rubem Tadeu - Bacharel em Direito



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.