Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Dilma anuncia plano para estimular e acelerar adoção


Candidata do PT foi a evento infantil no Dia das Crianças e retrucou boatos
contra ela que citam o tema do aborto


A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, promoveu hoje, em Brasília, novo evento para aproximar sua imagem ao bem estar das crianças. Em plena campanha marcada por ataques contra ela em que se questiona sua posição sobre o aborto, Dilma foi comemorar o Dia das Crianças no Plano Piloto do Distrito Federal, onde conversou com famílias de militantes.
Dilma anunciou que promoverá, se eleita, projeto de parceria entre governo e sociedade civil para estimular a adoção de crianças no Brasil. Dilma lembrou que, em idades relativamente mais avançadas, como 6 ou 7 anos, o potencial de crianças órfãs serem adotadas no país cai muito e, quando isso ocorre, elas são costumeiramente adotadas por estrangeiros.
Na semana passada, Dilma visitou, também em Brasília, o orfanato Lar da Criança Casa de Ismael. “Queremos também acelerar o processo de adoção”, disse a candidata.
Dilma também prometeu investimentos para desenvolver as creches no país. Em seu plano de governo, a candidata do PT promete criar 6 mil creches no Brasil. “A creche é o primeiro pilar da educação. O Brasil do futuro depende das crianças.”

Reação a onda de boatos

Ainda sobre o tema do aborto, Dilma voltou a atacar o que classifica como uma série boatos contra ela e lembrou, novamente, que a esposa do candidato José Serra (PSDB), Mônica, teria dito que ela “mataria criancinhas”. A candidata considerou os boatos "agressivos" e "absurdos".
O presidente do PT, José Eduardo Dutra, também criticou a onda de boatos que, segundo ele, atinge a campanha de Dilma. Dutra informou que o PT pediu inquérito policial para investigar a distribuição de folhetos conservadores que atacavam Dilma, em evento tucano. Segundo Dutra, os folhetos traziam inscrição da organização Tradição, Família e Propriedade (TFP).
Dutra lembrou que apenas quando um inquérito policial aponta responsável por determinado boato ou ataque, é possível ao partido acionar a Justiça. “Mas essa é uma campanha clandestina e só conseguimos acusar o candidato Serra uma vez, quando ele falou uma calúnia. Por isso ele é réu em uma ação judicial.”



Fonte: http://www.ig.com.br/



Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.