Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Jovem de 25 anos é aprovado em 1º lugar para Juiz Federal



Pedro Felipe se tornou o mais jovem juiz do Brasil (Foto: Roberta Rocha/Acervo Pessoal)


BRASÍLIA - O piauiense Pedro Felipe de Oliveira Santos, 27 anos, fez história ao se tornar o mais jovens juiz do Brasil com apenas 25 anos de idade. Agora, o rapaz auxilia as outras pessoas a também realizar o sonho de ser aprovado em um concurso público. Desde que se tornou um juiz federal em fevereiro de 2013, Pedro Felipe ministra aulas de Direito Civil e Administrativo em cursos preparatórios de Brasília e também dá dicas através das redes sociais de como se preparar para os exames.
A história do jovem piauiense serve de inspiração para milhares de jovens concurseiros. O vídeo que mostra seu discurso durante a solenidade de posse dos juízes federais substitutos aprovados do Tribunal Regional Federal da 1ª Região já havia sido visualizado por 88.360 pessoas até essa segunda-feira, 15. Além disso, diariamente ele recebe vários e-mails e mensagens de estudantes solicitando dicas de estudo, de livros e outras lhe parabenizam pela história de vida. "Fico muito feliz quando os alunos me questionam sobre minha preparação e qual a melhor forma para enfrentar os concursos públicos. Sinto-me motivado a continuar ministrando aulas ao saber que muitas pessoas se identificam com minha história e também buscam a mudança de vida. Há pouco tempo soube que uma jovem voltou a estudar após dois anos. A mulher me contou que ficou desmotivada depois que foi aprovada em um teste físico para o cargo de delegado, mas segunda ela, o que lhe motivou a continuar na batalha foi meu discurso de posse", contou o jovem.
Em cinco anos, Pedro Felipe chegou ainda a ser aprovado para procurador do Estado de Alagoas, Defensor Público do Estado do Piauí (1º lugar), Defensor Público da União (1º lugar) e Juiz Federal (1º lugar). Para o jovem magistrado, os concurseiros não devem encarar as provas com medo ou receio. Ele cita como orientações para um bom desempenho, a conciliação dos estudos coma vida pessoal. Para Pedro Felipe, a higienização mental é extremamente importante.
"Desde cedo comecei a fazer muitas provas. Então, inscrever-se em concursos públicos e resolver questões é um excelente termômetro para detectar quais os pontos a melhorar e as disciplinas que demandam mais tempo de estudo, mas também recomendo que os estudantes tenham uma vida paralela aos estudos. Ao contrário do que muitas pessoas pensam que sair com familiares e amigos atrapalha, no meu ponto de vista isso faz bem desde que seja realizado de forma moderada. Também é importante ler livros extrajurídicas, pois a aprovação em concurso não é apenas um projeto de meses, mas de anos", explica.

A FUNÇÃO DE JUIZ FEDERAL

O jovem juiz revelou que está completamente realizado e que a partir de agora tem como projeto profissional apenas conciliar a magistratura com o magistério. Sobre o desafio de ser juiz federal com apenas 25 anos, Pedro Felipe contou que em nenhum momento enfrentou o preconceito, mas que aguentou muitas brincadeiras em relação à sua idade.
"Não tive problemas sérios em relação ao fato de ser jovem se comparado com a maioria dos juízes que eram mais velhos do que eu. Entretanto, enfrentei muitas brincadeiras por parte de advogados e de solicitantes por conta da minha aparência de jovem, mas ressalto que as brincadeiras eram saudáveis e não houve constrangimento. Não sofri preconceito porque sempre percebi que a minha avaliação recaía sobre meu trabalho e pela seriedade com que faço minhas coisas". Pedro Felipe também falou sobre seu trabalho no Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Ele advertiu que a vida de magistrado é árdua e requer muita dedicação.
"O juiz condena uma pessoa, absolve outra, manda uma pessoa para a prisão ou tira do sistema, bloqueia bens e pede a liberação de contas. E em todos os processos há uma angústia, pois não é apenas um pedaço de papel, mas se trata de uma vida sobre a qual você está decidindo. Desempenhar esta tarefa não é fácil porque a pesar de a lei ser a nossa principal inspiração para julgar, o juiz precisa conhecer a realidade do local onde trabalha e busca a solução levando em consideração estes dois aspectos", argumentou.


Pedro Felipe assumiu a função de juiz aos 25 anos (Foto: Roberta Rocha/Arquivo Pessoal)

HOMENAGEM

Na quinta-feira, 11, o Juiz Federal Pedro Felipe de Oliveira Santos, 25 anos, foi um dos homenageados com a Medalha do Mérito Legislativo da Câmara Municipal de Teresina. A indicação foi do Vereador Inácio Carvalho. No ano passado, ele recebeu a medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí.

Fonte: www.g1.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.