Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

segunda-feira, 27 de maio de 2013

INSCRIÇÃO DO ENEM ENCERRA HOJE, MAS JÁ ULTRAPASSA 6 MILHÕES DE INSCRITOS EM 2013




BRASÍLIA - Até as 11h20min desta segunda-feira, dia 27, a edição 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem teve 6.342.250 candidatos inscritos, segundo o Ministério da Educação. O número já supera o total de inscritos do ano passado, que foi de 5.971.290. As inscrições podem ser realizadas até as 23h59min de hoje, pelo site www.sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoEnem.
Estudantes que tentaram se inscrever no exame na madrugada desta segunda-feira relataram que o site informava que as inscrições estavam encerradas. O MEC confirma que a mensagem apareceu indevidamente no site de inscrição do Enem 2013 durante a madrugada. No entanto, afirma que o sistema não deixou de receber inscrições no período. No momento, o site para a inscrição funciona normalmente.
O pagamento da taxa de inscrição do exame, de R$ 35, dever ser efetuado somente no Banco do Brasil, por meio da Guia de Recolhimento da União Simples - GRUS. Ela deve ser gerada, exclusivamente, neste endereço eletrônico. O valor deve ser pago até o dia 29 de maio, sob a pena de não ser confirmada a inscrição.
Estão isentos do pagamento os concluintes do Ensino Médio em 2013 matriculados em escola da rede pública de ensino e aqueles que comprovarem carência socioeconômica. O número da inscrição e a senha deverão ser aguardados, pois são indispensáveis para o acompanhamento do processo, para consulta e impressão do cartão de confirmação da inscrição, obtenção dos resultados individuais e inscrição em programas de acesso ao Ensino Superior, programas de bolsa de estudos e de financiamento estudantil, entre outros programas do MEC.
No cartão de confirmação, que será enviado para o endereço do estudante, haverá o número de inscrição, data, hora, local de realização das provas, indicação do atendimento, opção de língua estrangeira, solicitação de certificação - ser for o caso -.

ATENDIMENTOS

Os estudantes que necessitarem de atendimentos diferenciado e específico, como pessoas com baixa visão, cegueira, deficiência física ou auditiva, surdez, deficiência intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, sabatistas, gestantes, lactantes, idosos ou estudantes em classe hospitalar, deverão informar na inscrição sua condição.
É possível solicitar prova em braile, com letra ampliada - fonte tamanho 18 e com figuras ampliadas -, prova com letra super ampliada - fonte tamanho 24 e com figuras ampliadas -, tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais - Libras, guia-intérprete para surdocego, auxílio para leitura, auxílio para transcrição, leitura labial, sala de fácil acesso e mobiliário acessível.

PROVAS

A aplicação do exame acontecerá nos dias 26 e 27 de outubro, às 13h - horário de Brasília -.
No primeiro dia, serão aplicadas as provas de ciências humanas e ciências naturais e o aluno terá 4 horas e 30 minutos para realizar a prova. No segundo dia, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, de Matemática e Redação e o candidato terá 5 horas e 30 minutos.

MUDANÇAS

As regras gerais foram apresentadas na tarde da última quarta-feira, dia 8, pelo Ministro  Aloizio Mercadante. O destaque ficou com o aumento do rigor na correção das redações no exame de 2013. A partir do próximo Enem, os textos que tiverem mais de 100 pontos de discrepância entre a correção de dois avaliadores serão encaminhados a um terceiro corretor.
Em 2012, a diferença necessária para que a redação fosse avaliada uma terceira vez era de 200 pontos. Redações que contarem com trechos desconectados com o resto do texto vão receber nota zero. Até o momento, provas com esse perfil perdiam de 400 a 500.
A prova deste ano também vai ter correções mais rigorosas em relação a ortografia. De acordo com o Ministro Aloizio Mercadante, erros ortográficos serão aceitos como excepcionais e sem reincidência. "Se estamos mudando o padrão, é porque não estamos satisfeitos".
Após o último exame, vieram a público redações que tiveram nota máxima e tinham erros de português como "trousse" e "enchergar". Além de textos com deboche que obtiveram nota média - um texto com uma receita de miojo ficou com 560 e outra que trazia trechos do hino do Palmeiras obteve 500 pontos, numa escala que chega a 1.000.

Fonte: www.uol.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Sua opinião é importante para nós. Obrigado por acessar nosso blog. Parabéns.