Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

domingo, 28 de julho de 2013

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PREVÊ CONCURSO PARA MÉDICO DO TRABALHO E ENGENHEIRO


Itawi Albuquerque/Futura Press



BRASÍLIA - O Departamento de Coordenação e Governança das empresas estatais - DEST divulgou no Diário Oficial da União - DOU desta quarta-feira, 17, a Portaria n. 014, que prevê um limite de até 9.873 contratações pela Caixa Econômica Federal - CEF nos próximos dois anos.
De acordo com o documento, seriam mais 4.850 profissionais em 2014 e 5.023 em 2015, mas ainda dependendo de manifestação prévia do departamento. O limite de funcionários estabelecido para 2013 é de 102.049.
Ainda segundo a publicação, a CEF fica autorizada a gerenciar o seu quadro de pessoal próprio, praticando atos de gestão para repor empregados desligados ou que vierem a se desligar do quadro funcional. Para fins de controle do limite quantitativo de pessoal próprio da CEF, ficam contabilizados, além dos empregados que possuem cargos, empregos ou funções comissionadas, os que estão cedidos a outros órgãos, os requisitados de outros órgãos e os que estão afastados por doença, acidente de trabalho ou qualquer outra razão.
Conforme necessidade, a CEF poderá abrir novos concursos, no entanto, como afirma a assessoria de imprensa do órgão, os últimos certames realizados ainda estão em vigência. Nesse sentido, há a possibilidade de mais aprovados nas últimas seleções serem convocados.
Com organização da Fundação Carlos Chagas, o último processo seletivo do órgão aconteceu neste ano contando com um total de 72 vagas, além de formação de cadastro reserva, para as carreiras de médico do trabalho e engenheiro civil, ambas de nível superior. As remunerações propostas eram de R$ 4.158 e R$ 8.315, respectivamente, em jornadas de 20 e 40 horas semanais (sendo quatro e oito horas diárias).
As oportunidades para engenheiro envolviam Distrito Federa, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e Bauru em SP, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já para médico, as ofertas estavam nos Estados do Amazonas, Ceará, Santa Catarina e São Paulo.
Para técnico bancário, a última seleção ocorreu no ano passado, sob responsabilidade da Fundação Cesgranrio. Cerca de 1.086.513 candidatos se inscreveram, sendo 73.433 na capital paulista. O posto exige nível médio e possui remuneração de R$ 1.744 para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.
Os aprovados ainda contam com os benefícios de participação nos lucros e resultados; possibilidade de participação em plano de saúde e em plano de previdência complementar, auxílio-refeição/alimentação e auxílio-cesta/alimentação.

MÉDICO DO TRABALHO

Em publicação no Diário Oficial da União de 11 de março, a Caixa havia prorrogado a validade da seleção para a constituição de cadastro reserva de médico do trabalho que teve resultado homologado em 23 de março do ano passado, até 22 de março de 2014.

Fonte: www.jcconcursos.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


sábado, 27 de julho de 2013

NO SEXTO DIA NA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE NO BRASIL, PAPA PEDE AOS JOVENS QUE SEJAM PROTAGONISTAS DA MUDANÇA


Papa Francisco sorri durante vigília na Praia de Copacabana, no RJ / Luca Zennaro/AFP



RIO DE JANEIRO - O Papa Francisco discursou na noite deste sábado, na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Após ouvir testemunhas de jovens e a encenação da construção da Igreja, no palco montado para a Jornada Mundial da Juventude-JMJ, ele chamou os jovens para serem "os protagonistas da mudança", os "atletas de Cristo".
São Francisco de Assis é citado pelo pontífice no início de seu discurso. Ele utiliza o santo que homenageou ao escolher o mesmo nome para mostrar que Deus precisa dos jovens para dar sua contribuição para a vida da Igreja colocar-se a serviço, amando e cuidando a sua Casa.
"Ser discípulo significa sermos campo da fé de Deus. Pensei em três imagens para entender melhor o que significa ser um discípulo: o campo como lugar onde se planta a semente, o campo como lugar de treinamento e o campo como obra de construção", afirmou.
A primeira imagem, o Papa explicou, significa que "é preciso deixar a semente da palavra de Deus entrar na sua vida, para germinar, crescer". E ele perguntou: "Que tipo de terreno somos? Que tipo de terreno queremos ser?"
"Hoje, estou seguro que a semente pode cair em boa terra. Nos testemunhos vimos como caíram em boa terra. Deixe um cantinho de terra boa e veja como a semente germinará", disse ele aos três milhões de fiéis que lotaram a praia de Copacabana neste sábado.
O Santo Padre ainda fez um pedido: "Não sejam cristãos de faixada, com o nariz em pé, que nada fazem".

De acordo com os organizadores, cerca de 3 milhões de pessoas estavam na praia

TREINAMENTO


Na segunda imagem do campo, o Papa relaciona o treinamento ao exercício e ao esporte. "Jesus nos pede para que o sigamos, o futebol é paixão nacional", brincou.
E perguntou aos jovens: "o que faz o jogador? Tem que treinar, treinar muito. Jesus nos oferece algo maior que a Copa do Mundo. Nos oferece a possibilidade de uma vida feliz, um futuro com ele que não terá fim até a vida eterna".
"Treinar é falar com Jesus. Se cometer um erro, não tenha medo. Sempre falem com Jesus. Quando acontece algo bom ou quando acontece algo ruim", aconselha.

CONSTRUÇÃO


A construção de uma Igreja sólida é a terceira imagem que o Papa Francisco comenta. Segundo ele, um cristão que "sua a camisa não está nunca a sós". Foi neste momento em que o pontífice pediu para que os jovens fossem os protagonistas da história. "Construam um mundo melhor, de justiça, paz, fraternidade", pede.
O pontífice comenta, novamente, sobre as manifestações dos últimos tempos. "Seu coração jovem quer construir um mundo melhor. Eu sigo as notícias do mundo. E vejo que muitos jovens saíram às ruas para pedir por uma sociedade mais fraterna".
Por fim, o Santo Padre cita Madre Tereza de Calcutá: "E por onde começamos? Uma vez perguntaram para Madre Tereza e ela respondeu: comecemos por vocês e por mim".
"Vocês são os atletas de Cristo, os construtores de uma Igreja mais bela e um mundo melhor. Por onde começar? Repito as palavras de Madre Tereza: por vocês e por mim".

Fonte: www.band.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

sexta-feira, 26 de julho de 2013

PAPA FRANCISCO PEDE AOS JOVENS PARA QUE ALIMENTEM A ESPIRITUALIDADE






RIO DE JANEIRO - Em contraste com o discurso que fez de manhã na favela da Varginha, no qual abordou questões terrenas e brasileiras como os protestos nas ruas, as injustiças sociais e a pacificação das favelas, o Papa Francisco fez nesta quinta-feira, 25, às centenas de milhares de jovens que foram vê-lo à noite na festa de Acolhida da Jornada Mundial da Juventude, na praia de Copacabana, um apelo para que se voltem para a espiritualidade. No pronunciamento marcado por citações da Bíblia e linguagem coloquial, o pontífice recorreu a uma gíria bem carioca - "bota fé" - para conclamar o público a se engajar no cristianismo, deixar as obsessões materiais - "o ter, o dinheiro, o poder" - e trocar a si mesmos por Deus como centro da vida. Francisco chamou esse processo de "revolução copernicana", em alusão a Nicolau Copérnico (1473-1543), o cientista que formulou o heliocentrismo, teoria segundo a qual o centro do universo seria o sol, não a Terra.
"Mas o que podemos fazer?" 'Bota fé'", pediu o Santo Padre, no discurso, no qual recorreu a uma imagem familiar - a preparação de comida - para expor seu pensamento. "A cruz da Jornada Mundial da Juventude peregrinou através do Brasil inteiro com este apelo. "Bote fé": o que significa? Quando se prepara um bom prato e vê que falta o sal, você então "bota"o sal; falta o azeite, então "bota"o azeite... "Botar", ou seja, colocar, derramar." Para o Papa, a Bíblia mostra o caminho para a Jornada espiritual que recomendou aos jovens. "No Evangelho, escutamos a resposta: Cristo, afirmou. "Jesus é Aquele que nos traz a Deus e que nos leva a Deus; com Ele toda a nossa vida se transforma, se renova e nós podemos olhar a realidade com novos olhos, 'a partir da perspectiva de Jesus e com os seus olhos'".
Francisco pediu também aos jovens que se perguntasse, com sinceridade, em quem depositavam confiança, em si próprios ou em Jesus e propôs uma troca. "Sentimo-nos tentados a colocar a nós mesmos no centro, a crer que somos somente nós que construímos a nossa vida, ou que ela se encha de felicidade com o possuir, com o dinheiro, com o poder", declarou. "Mas não é assim! É verdade, o teor, o dinheiro, o poder podem gerar um momento de embriaguez, a ilusão de ser feliz, mas, no fim de contas, são eles que nos possuem e nos levam a querer ter sempre mais, a nunca estar saciados. "(...) Veja, queridos amigos, a fé realiza na nossa vida uma revolução que podíamos chamar copernicana, porque nos tira do centro e o restitui a Deus; a fé nos imerge no seu amor que nos dá segurança, força, esperança".
O Papa Francisco citou São Pedro para falar da sua satisfação por estar na Jornada Mundial da Juventude. "É bom estarmos aqui!": exclamou Pedro, depois de ter visto o Senhor Jesus transfigurado, revestido de glória", disse. "Queremos também nós repetir estas palavras? Penso que sim, porque para todos nós, hoje, é bom estar aqui juntos unidos em torno de Jesus!" O pontífice afirmou ainda que era bom estar em Copacabana, reunido com os jovens da JMJ, "botando Cristo na nossa vida, botando a fé, a esperança, o amor que Ele nos dá".
Logo ao chegar, em sua saudação aos jovens, o Papa disse ver neles "o rosto do jovem Cristo" e pediu um minuto de silêncio e oração pelas vítimas de um acidente na Guiana Francesa. O pontífice não seguiu estritamente o texto previamente distribuído à imprensa. Por seis vezes, improvisou algumas frases descontraídas, algumas até em português ao longo do pronunciamento feito principalmente em espanhol. O primeiro improviso foi dirigido aos moradores da cidade. "Sempre ouvi dizer que os cariocas não gostam da chuva e do frio", afirmou, logo no início. "Mas vocês estão mostrando ser mais fortes que o frio e a chuva. Parabéns! Vocês são verdadeiros guerreiros!" Ele também fez alguns improvisos no discurso, como quando perguntou aos jovens se estariam dispostos a "entrar nesta revolução da fé".

Fonte: www.estadao.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

segunda-feira, 22 de julho de 2013

PAPA FRANCISCO CHEGA AO BRASIL COM RECEPÇÃO CALOROSA DOS FIÉIS


'Cristo bota fé nos jovens', diz Papa 
ao chegar ao Rio ('Cristo bota fé nos jovens', diz Papa 
ao chegar no Rio (Ueslei Marcelino/Reuters))



RIO DE JANEIRO - O Papa Francisco chegou ao Brasil às 15h 45min desta segudan-feira, 22, para presidir a Jornada Mundial da Juventude - JMJ, desfilou em carro aberto e saudou os jovens em seu primeiro discurso, no Rio. "Cristo bota fé nos jovens", afirmou o pontífice argentino, que faz sua primeira viagem internacional desde que foi escolhido sucessor de Bento XVI. O Papa fica no país até domingo, 28, e ainda visitará a cidade de Aparecida-SP, na quarta-feira.
Francisco foi recebido com flores brancas pela Presidente do Brasil Dilma Rousseff na base aérea do Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro. Em seguida, precorreu um trajeto, acompanhado por uma multidão, em três carros, incluindo o papamóvel, e de helicóptero, até o Palácio da Guanabara, onde ambos discursaram.
"Cristo bota fé nos jovens. E também os jovens botam fé em Cristo", afirmou o Papa. "Obrigado pelo seu generoso acolhimento (...). Vim para a JMJ para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo atraídos pelos braços abertos pelo Cristo Redentor. Estes jovens vêm de diversos continentes, falam línguas diferentes, são portadores de variadas culturas e, todavia, em Cristo encontram as respostas para suas mais altas e comuns aspirações e podem saciar a forme de verdade límpida e de amor autêntico que os irmanem para além de toda diversidade", afirmou.
O Papa disse também que o Brasil possui "profundos sentimentos de fé". "Venho para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração", disse. "Aprendi que para ter acesso ao povo brasileiro é preciso ingressar pela porta de seu imenso coração. Permitam-se que nessa hora eu possa bater delicadamente a essa porta", disse.
"Por isso, peço licença para entrar e transcorrer essa semana com vocês. Não tenho nem ouro nem prata, mas tenho algo de mais precioso que me foi dado: Jesus Cristo", afirmou o Papa Francisco.
Antes, a Presidente Dilma Rousseff deu boas-vindas ao Papa. "É uma honra redobrada em se tratando do primeiro Papa latino-americanos", disse. "O Brasil e seus mais de 50 milhões de jovens acolhem de braços abertos os peregrinos de dezenas de países que vieram para essa grande celebração".
"Sabemos que temos diante de nós um líder religioso sensível aos anseios de nossos povos por Justiça Social, oportunidade para todos, (...) Lutamos contra um inimigo em comum, a desigualdade social", afirmou Dilma.
Segundo ela, "estratégias de superação da crise econômica, centradas só na austeridade, sem a devida atenção aos enormes custos sociais que ela acarreta, golpeiam os jovens".
Ainda conforme a presidente, "a fé é a parte do espírito brasileiro" e moveu centenas de jovens em protestos pelo país nos últimos meses. "A juventude brasileira tem sido protagonista nesse processo e clama por mais direitos sociais (...). Os jovens exigem respeito, ética e transparência. Querem que a política atenda a seus interesses, aos interesses da população", disse. "A juventude brasileira está engajada numa luta por uma nova sociedade. Essa celebração da juventude durará muito mais do que os dias da jornada", completou.
Fotos divulgadas pela Agência de notícias AP mostraram o Papa Francisco conversando com jornalistas durante o voo. Segundo o porta-voz do Vaticano, Frederico Lombardi, o Papa ficou 15 minutos na cabine do avião na aterrissagem. "Tivemos medo", brincou. Segundo ele, o Papa teve uma viagem tranquila, mas muito ativa, com "uma energia extraordinária". O porta-voz disse ainda que Francisco pediu ajuda aos jornalistas no voo porque ele veio para dar sua mensagem e, sem eles, ela ficaria apenas parcial.
Após os cumprimentos, Francisco entrou em um carro em direção à Catedral Metropolitana de São Sebastião, no Centro do Rio. Dezenas de pessoas acenavam durante o trajeto. O carro chegou a ficar detido em um congestionamento. O Papa manteve o vidro aberto, devolvendo as boas-vindas.
Próximo à Catedral, o carro foi novamente cercado por uma multidão, mas o Papa continuou acenando com a janela aberta, protegido por seguranças.
Segundo Lombardi, o Papa pediu menos segurança e gosta de ter contato com as pessoas, não de militarização. "Foi a primeira experiência, ele acabou de chegar. Vimos o entusiasmo das pessoas. isso é algo novo, talvez uma lição para os próximos dias. Temos que achar a maneira correta", disse, destacando o entusiasmo da população brasileira.
Francisco subiu então no papamóvel em direção ao Theatro Municipal. O primeiro desfile no veículo, sem proteção lateral, foi acompanhado por centenas de fiéis. Francisco foi aplaudido, fotografado e parou para beijar crianças. "Fiquei em êxtase. Esse era um sonho meu, eu já vim pra cá com essa intenção", disse a mãe de uma delas, o menino Guilherme Mendes, de 2 anos, que foi abençoado com o sinal da cruz.
Depois, Francisco embarcou em outro carro até o 3o Comando Aéreo Regional - 3o Comar. Por volta das 17h 50min, foi de helicóptero até o Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul, encontrar-se com a Presidente Dilma Rousseff, o governador do Rio, Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes e outras autoridades. Às 18h, o Papa chegou ao palácio do governo, onde proferiu seu discurso.

AGENDA

O Papa fica hospedado nesta segunda-feira na Residência Assunção, no Sumaré. Jorge Bergóglio deve dormir no quarto 5, que possui uma área de 45 metros quadrados. Nos sete dias em que ficará no Brasil, Francisco fará pelo menos 15 pronunciamentos. A expectativa de especialistas é que ele quebre protocolos e faça pregações emblemáticas para reforçar suas posições frente aos desafios da igreja. Cerca de 5,5 mil jornalistas acompanham a visita, 2 mil da imprensa internacional.
Nesta terça-feira, 23, Francisco passa o dia descansando, sem compromissos oficiais. Na quarta, 24, a agenda do Papa começa com uma visita à Aparecida, no interior de São Paulo. Na cidade, ele celebra uma missa no Santuário Nacional e almoça no Seminário Bom Jesus. São esperados 200 mil fiéis.
O retorno para o Rio de janeiro está marcado para às 16h. No fim da tarde, o pontífice visita o Hospital São Francisco de Assis. O Papa deve inaugurar o Polo de Atenção Integrada da Saúde Mental - PAI para acolher dependentes químicos, de álcool e drogas.
O primeiro ato da JMJ com participação do Papa será na quinta-feira, 25. Pela manhã, o Papa participa de uma missa privada no Sumaré. Depois, vai ao Palácio da Cidade, em Botafogo, para abençoar a bandeira olímpica e paraolímpica. Por volta das 11h, o compromisso é uma visita à comunidade da Varginha, na Zona Norte. Às 17h, vai à Praia de Copacabana, onde será celebrada a Festa da Acolhida com os jovens.
A sexta-feira, 26, também começa com uma missa fechada no Sumaré. Após a oração, o Papa vai à Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, encontrar com um grupo de jovens selecionados pela igreja e que vão se confessar com Francisco. Haverá então um breve encontro com alguns jovens detentos no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim.
A oração do Ângelus será feita no Palácio São Joaquim, residência do arcebispo do Rio. Também está prevista uma saudação ao Comitê Organizador da Jornada. No fim da tarde, o Papa vai à Praia de Copacabana, onde será realizada a Via Sacra.
No sábado, 27, a manhã começa com uma missa com bispos na Catedral de São Sebastião. Por volta das 11h 30min, o Papa se reúne com membros da sociedade civil no Theatro Municipal. Após o ato, ele amoça com bispos e cardeais. No início da noite, o Pontífice vai a Guaratiba para a Vigília de Oração.
No domingo, 28, de manhã, o Papa retorna a Guaratiba para realizar a Missa de Envio, marcada para as 10h. À tarde, após um almoço com sua comitiva, Francisco tem um encontro com a coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano. O Papa se reunirá ainda com voluntários da JMJ, no Riocentro, e participará da cerimônia de despedida, agendada para às 18h 30min. O embarque para Roma está previsto para as 19h.

SEGURANÇA E PROTESTOS

Os protestos realizados desde junho pelo país motivaram ajustes nos planos de segurança para a visita, mas o Vaticano assegurou na quarta,17, que não havia motivo para preocupação. Francisco inclusive dispensará o uso de papamóvel blindado.
O Exército informou que estará em todas as áreas da jornada e que pessoas mascaradas ou com os rostos cobertos serão impedidas de entrar na celebração com o Papa no Campo da Fé, em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.
Durante a passagem de Francisco pelo Rio, a Operação Papa mobilizará cerca de 13,7 mil homens, 10,2 mil das Forças Armadas; 1,3 mil homens da Força Nacional de Segurança, além de agentes e policiais dos Órgãos de Segurança e Ordem Pública. A Polícia Militar do rio afirma que vai empregar 14 mil homens para fazer o patrulhamento da cidade.
No planejamento de segurança adotado pela Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos, vinculada ao Ministério da Justiça, Copacabana é considerada a área mais complexa, já que o bairro deve receber cerca de 2 milhões de pessoas na Via Sacra, que será realizada no dia 26 e terá a presença do Papa Francisco. Mais de 10 mil agentes, entre policiais federais, rodoviários federais, civis, bombeiros, trânsito e defesa civil vão atuar no esquema.

Fonte: www.g1.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

domingo, 21 de julho de 2013

A CIDADE DO RIO DE JANEIRO ESTÁ PREPARA E RECEBE PEREGRINOS DE TODO O MUNDO




Rio de Janeiro - O Papa Francisco, devoto da Virgem Maria, foi rezar neste sábado, dia 20, de surpresa na Basílica Santa Maria Maggiore, em Roma, pela Jornada Mundial da Juventude. No Rio, o pontífice já é aguardado por milhares de peregrinos, e a maioria aproveitou o sábado para conhecer a cidade.
O clima já é de Jornada. Muita gente chegou neste sábado à cidade. Na rodoviária, os peregrinos recebem as voas vindas em um espaço especial. No aeroporto Internacional Tom Jobim, a madrugada foi de muito movimento no desembarque.
A expectativa é de que a maioria tenha chegado neste sábado. E sabendo disso o Papa Francisco postou cedo uma nova mensagem em uma rede social, desejando que Deus acompanhe os jovens na viagem. Em Roma, o Papa rezou, pedindo proteção aos participantes da Jornada Mundial da Juventude.
No Brasil, a fiscalização nas estradas foi intensificada nas fronteiras. A polícia rodoviárias vistoria os ônibus que trazem os peregrinos para o Rio.
Em um pavilhão, na Zona Oeste, foi montada uma grande exposição com shows e missas. A deste sábado foi celebrada pelo Padre Fabio de Melo. O sábado ensolarado veio como uma bênção. Perfeito para visitar as belezas do Rio e desfilar bandeiras de várias partes do mundo.
Para um grupo, a peregrinação já começou. Eles vieram da Venezuela, Colômbia e Argentina resolveram subir o morro do corcovado a pé. Inácio diz que o Papa Francisco já não é mais argentino e sim de todo o mundo.
De mochila e camiseta. É fácil identificar um voluntário ou peregrino da Jornada. E eles garantiram muito da lotação nos pontos turísticos da cidade neste sábado. É que a partir de segunda-feira, com a chegada do Papa, a agenda vai ser intensa. Então, a chance era essa e uma oportunidade eles não poderiam perder de estar lá, aos pés de Cristo. "O coração está batendo forte até agora porque é lindo. A gente não imagina", comenta uma jovem.

Fonte: www.g1.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

domingo, 14 de julho de 2013

CONHEÇA UM DOS MAIORES FENÔMENOS DA NATUREZA: A AURORA POLAR (BOREAL OU AUSTRAL)





A Aurora polar (boreal ou austral) é um fenômeno óptico composto de um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares, em decorrência do impacto de partículas de vento solar e a poeira espacial encontrada na via láctea com a alta atmosfera da Terra, canalizadas pelo campo magnético terrestre. Em latitudes do hemisfério norte é conhecida como aurora boreal - nome batizado por Galileu Galilei em 1619, em referência à deusa romana do amanhecer, Aurora, e ao seu filho, Bóreas, representante dos ventos nortes -. Ocorre normalmente nas épocas de setembro a outubro e de março a abril. Em latitudes do hemisfério sul é conhecida como aurora austral, nome batizado por James Cook, uma referência direta ao fato de estar no Sul.
O fenômeno não é exclusivo somente à Terra, sendo também observado em outros planetas do sistema solar como Júpiter, Saturno, marte e Vênus. Da mesma maneira, o fenômeno não é exclusivo da natureza, sendo também reproduzível artificialmente através de explosões nucleares ou em laboratório.
A aurora aparece tipicamente tanto como um brilho difuso quanto como uma cortina estendida em sentido horizontal. Algumas vezes são formados arcos que podem mudar de forma constantemente. Cada cortina consiste de vários raios paralelos e alinhados na direção das linhas do campo magnético, sugerindo que o fenômeno no nosso planeta está alinhado com o campo magnético terrestre. Da mesma forma a junção de diversos fatores pode levar à formação de linhas aurorais de tonalidade de cor específicas.

AURORA POLAR TERRESTRE

A aurora polar terrestre é causada por elétrons de energia de 1 a 15 keV, além de prótons e partículas alfa, sendo que a luz é produzida quando eles colidem com átomos da atmosfera do planeta, predominantemente oxigênio e nitrogênio, tipicamente em altitudes entre 80 e 150 km. Cada colisão emite parte da energia da partícula para o átomo que é atingido, um processo deionização, dissociação e excitação de partículas. Quando ocorre ionização, elétrons são despejados do átomo, os quais carregam energia e criam um defeito dominó de ionização em outros átomos. A excitação resulta em missão, levando o átomo a estados instáveis, sendo que estes emitem luz em frequências específicas enquanto se estabilizam. Enquanto a estabilização do oxigênio leva até um segundo para acontecer, nitrogênio estabiliza-se e emite luz instantaneamente. Tal processo, que é essencial para a formação da ionosfera terrestre, e comparável ao de uma tela de televisão, no qual elétrons atingem uma superfície de fósforo, alterando o nível de energia das moléculas e resultando na emissão de luz.
De modo geral, o efeito luminoso é dominado pela emissão de átomos de oxigênio em altas camadas atmosféricas - em torno de 200 km de altitude -, o que produz a tonalidade verde. Quando a tempestade é forte, camadas mais baixas da atmosfera são atingidas pelo vento solar - entorno de 100 km de altitude -, produzindo a tonalidade vermelho escura pela emissão de átomos de nitrogênio (predominante) e oxigênio. Átomos de oxigênio emitem tonalidades de cores bastante variadas, mas as predominantes são o vermelho e o verde.
O fenômeno também pode ser observado com uma iluminação ultravioleta, violeta ou azul, originada de átomos de nitrogênio, sendo que a primeira é um bom meio para observá-lo do espaço, mas não em terra firme, pois a atmosfera absorve os raios UV. O satélite da Nasa Polar já observou o efeito em raios X, sendo que a imagem mostra precipitações de elétrons de alta energia.
A interação entre moléculas de oxigênio e nitrogênio, ambas gerando tonalidades na faixa do verde, cria o efeito da "linha verde auroral", como evidenciado pelas imagens da Estação Espacial Internacional. Da mesma forma a interação entre tais átomos pode produzir o efeito da "linha vermelha auroral", ainda que mais raro e presente em altitudes mais altas.
A Terra é constantemente atingida por ventos solares, um fluxo rarefeito de plasma quente - gás de elétrons livres e cátions - emitidos pelo Sol em todas as direções, um resultado de milhões de graus de temperatura da cama mais externa da estrela, a coroa solar. Durante tempestades magnéticas os fluxos podem ser bem mais fortes, assim como o campo magnético interplanetário entre os dois corpos celestes, causando distúrbios pela ionosfera em resposta às tempestades. Tais distúrbios afetam a qualidade da comunicação por rádio ou de sistemas de navegação, além de causar danos para astronautas em tal região, células solares de satélites artificiais, no movimento de bússolas e na ação de radares. A resota da ionosfera é complexa e de difícil modelagem, dificultando a predição para tais eventos.
A magnetosfera terrestre é uma região do espaço dominada por seu campo magnético. Ela forma um obstáculo no caminho do vento solar, causando sua dispersão em sua volta. Sua largura é de aproximadamente 190.000 km, e durante as noites uma longa cauda magnética é estendia para distâncias ainda maiores.
As auroras geralmente são confinadas em regiões de formato oval, próximas aos polos magnéticos. Quando a atividade do efeito está calma, a região possui um tamanho médio de 3 mil km, podendo aumentar para 4 mil ou 5 mil km quando os ventos solares são mais intensos.
A fonte de energia da aurora é obtida pelos ventos solares fluindo pela Terra. Tanto a magnetosfera quanto os ventos solares podem conduzir eletricidade. É conhecido que se dois condutores elétricos ligados por um círculo elétrico são imersos em um campo megnético e um deles move-se relativamente ao outro, uma corrente elétrico são imersos em um campo magnético e um deles move-se relativamente ao outro, uma corrente elétrica será gerada no circuito. Geradores elétricos ou dínamos fazem uso de tal processo, mas condutores também podem ser constituídos de plasmas ou ainda outros fluidos. Seguindo a mesma ideia, o vento solar e a magnetosfera são fluidos condutores de eletricidade com movimento relativo, e são capazes de gerar corrente elétrica, que originam tal efeito luminoso.
Como os polos magnético e geográfico do nosso planeta não estão alinhados, da mesma forma as regiões aurorais não estão alindadas com o polo geográfico. Os melhores pontos - chamados pontos de auge - para a observação de auroras encontram-se no Canadá para autoras boreais e na ilha da Tasmânia ou Sul da Nova Zelândia para auroras austrais.

Fonte: www.wikipedia.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


sábado, 6 de julho de 2013

EMPRESA AÉREA SUBSTUTUI AERONAVES ANTIGAS POR JATOS EMBRAER 190 NO TRECHO MANAUS-TABATINGA


A nova rota  permitirá a ligação mais rápida com o município de Tabatinga, cujo tempo estimado será de duas horas




MANAUS - A partir do dia 23 de julho, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras passará a servir a rota entre Manaus e Tabatinga com os jatos Embraer 190, com capacidade para 106 clientes. Este novo voo permite ligações mais rápidas, com menos de duas horas de duração, reduzindo o tempo de viagem em cerca de 30%. O voo, que será operado uma vez ao dia, está com as tarifas a partir de R$ 167,90* o trecho.
A Azul está presente em 12 aeroportos do Amazonas e tem investido em seus serviços no Estado, colocando em operação aeronaves maiores e mais modernas em algumas rotas, bem como ampliando as opções de conexão para demais regiões do país por meio de seu hub Manaus. Em 2012, a Azul transportou mais de 400 mil clientes para o Estado, e mantém uma operação diária de mais 50 voos, entre pousos e decolagens nas localidades servidas.
Regra: * Tarifa válida por trecho. Promoção válida somente para voos diretos operados pela Azul e Trip. Reservas de ida e volta são obrigatórios, as quais devem ser realizadas no mesmo momento, com antecedência mínima de 28 dias, a partida do voo e as viagens realizadas preferencialmente às terças, quartas ou sábados. Tarifa sujeita às regras tarifárias e disponibilidade de assentos. Disponibilidade mínimo de 50 assentos no valor promocional por trecho no período da promoção.


Fonte: www.acritica.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br