Google+ Followers

LEIA O TEXTO EM OUTRAS LÍNGUAS / READ TEXT IN OTHER LANGUAGES

domingo, 24 de fevereiro de 2013

PROFISSÕES EM ALTA OFERECEM SALÁRIOS DE ATÉ R$ 10 MIL EM MANAUS


Profissões ligadas à área de computação estão entre as mais procuradas pelas empresas de RH.



MANAUS - A dificuldade em encontrar profissionais qualificados, aliada à alta especialização dos que já estão no mercado de trabalho de Manaus, está valorizando alguns cargos e consequentemente os salários, que chegam a ter aumentos médios de 20%. Um levantamento apontou quais são as sete profissões consideradas 'em alta', com salários que vão de R$ 2.000,00 a R$ 10.000,00.
Um dos profissionais mais citados por especialistas é o Analista de Tecnologia da Informação e Administrador de Bancos de Dados, de acordo com um levantamento feito pelo Portal D24AM junto à Tropical Recursos Humanos, à Targo Consultoria e à Associação Brasileira de Recursos Humanos no Amazonas - ABRH-AM. O salário médio desses profissionais é de R$ 4 mil mensais.
Outros cargos da área de tecnologia e computação com pesquidadores, desenvolvedores e analistas de Sistema também são bastante demandados nas seleções e são vistos como profissões em alta, na avaliação da presidente da ABRH-AM, Ozeneide Casanova.
A especialista cita a área de Engenharia como a que concentra o maior número de cargos demandados. Segundo ela, o mercado é bastante receptivo às especializações em Eletrônica, Mecânica, Computação e Civil. Enquanto um Engenheiro Mecânico ganha entre R$ 6 e 7 mil, o especializado em Civil tem média salarial de R$ 10 mil.
A Engenharia Naval está entre as mais procuradas. "É a mais difícil de contratar e por isso a valorização chega a ser em torno de 20% a mais", salienta Casanova.
A carência é confirmada pelo presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Naval, Náutica, Offshore e Reparos do Amazonas - Sindnaval, Matheus Araújo, mesmo no cenário de instalação do Polo Naval, que tem investimentos previstos em mais de R$ 7 bilhões. Enquanto há apenas sete engenheiros navais no Amazonas, o necessário seria pelo menso 30, segundo Araújo. "O setor naval do Estado tem uma demanda reprimida, não temos a quantidade ideal para atender o mercado", avalia o presidente do Sindinaval.
Os salários para essa área podem variar de R$ 17 mil a R$ 30 mil. O presidente do Sindnaval conta que a carência no mercado faz om que propostas altas levem esses profissionais. "Tínhamos um engenheiro naval que ganhava R$ 28 mil, fora passagens aéreas para visitar a família, hospedagem e transporte. Veio u estaleiro de Pernambuco e ofereceu R$ 40 mil, mais vantagens e o levou", conta.
Outro setor que, mesmo não tendo remuneração muito expressiva, tem demandado um grande número de trabalhadores e o da construção civil. Pedreiros, mestres de obras e eletricistas têm ganhos mensais que variam de R$ 2 mil a R$ 2 mil.
O grande numero de obras e a falta de profissionais qualificados são responsáveis pelo aumento dos salários, avalia o diretor da Targo Consultoria, Carlos Oshiro. Segundo ele, as profissões que receberam mais aumentos foram as da construção.  "Existem casos de pedreiros que chegam a ganhar R$ 4 mil. É a lei da oferta e procura", analisa o especialista. 
Os profissionais da área de Logística, que vem crescendo no Estado por conta do Polo Industrial de Manaus-PIM, também são valorizados no mercado.
O bano de dados da Tropical Recursos Humanos aponta que, mesmo em formação de nível tecnólogo, trabalhador em Gestão da Logística tem sido procurado por empresas do Distrito. A dificuldade em encontrar esse profissional também é grande. O salário médio é de R$ 3 mil.

PESQUISA

Uma pesquisa realizada pela empresa especializada em recrutamento, Page Personeel, levantou quais são as doze profissões em alta no mercado de São Paulo e quais obtiveram os maiores reajustes salariais nos últimos dois anos. O cargo de Administrador de Banco de Dados Júnior, com salário médio de R$ 4,7 mil, teve aumento de 90,3% em 2012 comparado a 2011.
Em seguida vem a função de Projetista Civil Pleno com ganhos de R$ 7,5 mil e aumento salarial de 75,8%. Os Técnicos em Edificações têm remuneração semelhante a dos projetistas e tiveram reajustes de 72,9% de 2011 para 2012.
Em 12 e último lugar, ficou o Analista de Crédito Sênior para Seguradora que teve salário de R$ 6,5 mil e teve ganho real de 12,9%.
De acordo com o diretor-executivo da Page Personnel, Roberto Picino, a falta de especialistas é responsável pela valorização dessas categorias, que nos últimos anos têm registrado ganho acima da média do mercado de trabalho.


Fonte: www.diariodoamazonas.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

EXPOSIÇÃO DO CORPO HUMANO EM MANAUS DESTACA DETALHES ESPECIAIS


As peças já passaram por 15 países – foto: Joel Rosa
Foto: Joel Rosa


MANAUS - Você já parou para pensar em como acontece o funcionamento interno do seu corpo e como os órgãos ficam após o uso constante de substâncias químicas? É com base nesse panorama que a exposição 'O Fantástico Corpo Humano' apresenta uma viagem por um universo composto por mais de 150 peças da anatomia, distribuídas em dez galerias. A mostra foi inaugurada na tarde da última segunda-feira, dia 18, no Manauara Shopping, em Manaus.
As peças já passaram por 15 países e exibem, de forma científica, o resultado consequente da falta de cuidados com a saúde. Além da demonstração dos órgãos, o público pode analisar 11 corpos de adultos.
Todos os materiais expostos passaram por um processo inovador chamado de plastinação. Nesse procedimento o cadáver é dissecado e submergido em acetona com a finalidade de extrair os líquidos corporais. Os tecidos humanos são conservados permanentemente com polímero de silicone, o que previne a desintegração por tempo indeterminado.
O coordenador da exposição no Brasil, Lúcio Oliveira, explica que os instrumentos utilizados fazem uma homenagem à vida. Para o organizador, o evento permite ao visitante o conhecimento sobre o próprio organismo, sem descartar a importância dos devidos cuidados para o seu bom funcionamento. "Tudo é 100% real e isso é impactante. São imagens que considero verdadeiras obras-primas. Aqui, os alunos têm material que dão subsídios a qualquer aula científica", comenta.
Para a curadora da mostra, Ruth de Carvalho, avaliar as peças do ponto de vista artístico foi um desafio e também algo de responsabilidade. Ruth comenta que o tratamento com o corpo humano exige o respeito com a memória da pessoa e ainda dos familiares. "É realmente inusitado. Iniciei a curadoria deste trabalho há dois anos e vejo a necessidade de ter consciência quanto àquela vida que deixou seus parentes", expressa.
Os órgãos expostos mostram doenças como a obesidade, o câncer de mama, de cólon, cirrose hepática, gravidez ectópica, artrite, fraturas ósseas e ainda os males causados pela ingestão excessiva de alimentos, bebidas alcoólicas e drogas. Tudo pode ser visualizado por meio de esqueletos, músculos, sistema respiratório, digestivo, nervoso, cardiovascular, circulatório, reprodutivo/urinário, cérebro e vida fetal.
De acordo com o superintendente do Manauara, Marcelo Zafolon, a atividade vem integrar o quadro de programações do projeto Manauara Cultura. Na opinião do administrador, o evento garante, além da aquisição de conhecimento, entretenimento e lazer. "Trazemos o assunto saúde para o nosso dia a dia. Aqui relembramos que devemos tratar nosso corpo da melhor forma", disse. A mostra permanece em Manaus pelos próximos 45 dias. "Esse prazo pode ser prolongado. "Isso é o público que vai dizer".


Fonte: www.emtempo.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


A FALTA DE MÉDICOS NO INTERIOR DO ESTADO DO AMAZONAS É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA


Hospitais Adriano Jorge e Francisca Mendes estão sendo equipados e com profissionais treinados para fazerem transplantes




MANAUS - A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas - ALEAM vai discutir em audiência pública a questão da falta de médicos nos municípios do interior do Estado, que inclui também a revalidação de diploma de médicos estrangeiros. Requerimento do deputado Belarmino Lins - PMDB, com assinatura dos colegas Vicente Lopes - PMDB, Ricardo Nicolal - PSD, Wilson Lisboa - PC do B e Sidney Leite - DEM foi aprovado ontem, 19, no plenário da Casa Legislativa.
Os deputados oposicionistas Luiz Castro - PPS e Marcelo Ramos - PSB apresentaram proposta idêntica e igualmente aprovada. Durante a discussão na votação, a deputada Vera Lúcia Castelo Branco - PTB declarou ser contra a revalidação de diplomas de médicos formados em outros países porque, segundo ela, onde essa experiência aconteceu, os profissionais foram para outros Estados. A audiência pública ainda não tem data para ser realizada.
De acordo com Belarmino Lins, uma discussão pública sobre o assunto vai chamar a atenção da sociedade para um problema que aflige o interior do Estado, que é a falta de médicos. No requerimento, a justificativa é "debater e formular propostas com o objetivo de colaborar no equacionamento de questões referentes à deficiência de médicos no interior e à burocracia que muito prejudica o processo de revalidação de diplomas de médicos estrangeiros para o exercício da profissão nos municípios amazonenses". Também lembra que o governador do Estado do Amazonas, Omar Aziz, quando fez a leitura da mensagem anual na Casa Legislativa, demonstrou preocupação com o problema, ao dizer que, no Amazonas, mais de 237 pessoas morrem diariamente, por falta de médicos nas unidades hospitalares.
Para Vicente Lopes, que é médico, o requerimento vem de deputados conhecedores das dificuldades enfrentadas pela população do interior, como é o caso de Luiz Castro, Sidney Leite e Wilson Lisboa, ex-prefeitos. "A audiência pública tem o propósito de discutir e encontrar solução para a falta de médicos no interior. Não estamos questionando os critérios para a revalidação de diplomas. As exigências do Ministério da Educação para revalidação de diploma é igual para qualquer área. São critérios adotados aqui no Brasil e em qualquer parte do mundo, para revalidar diploma de profissionais formados em outros países", afirma. Não existe proibição para exercer a profissão de médico, por exemplo, apenas é exigido uma avaliação, explica Vicente Lopes, insistindo na necessidade de se buscar solução para a população do interior contar mais assistência médica.
"O que se quer discutir, nessa reunião, são os problemas enfrentados pela população do interior, que está desassistida pela falta de profissionais, falta de estrutura e até falta de apoio do governo federal, para 'interiorizar' o médico", sustenta Vicente Lopes, para quem a ideia de transformar a carreira de médico igual a de membros do judiciário pode ser a solução. "Existe uma corrente, encabeçada por médicos de todo o Brasil, tentando transformar a carreira do profissional médico em carreira de Estado. O médico terá a segurança e a certeza de, primeiro, uma carga horária de trabalho. Segundo, um vencimento compatível com a responsabilidade, a importância da função que ele exerce e terceiro que tenha uma perspectiva de ascensão profissional. Então ele saberá que a porta de entrada é pelo interior. E que o povo do interior tem o mesmo direito de receber assistência médica como as pessoas da capital", garante.


Fonte: www.acritica.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br



quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

14 CONCURSOS PÚBLICOS COM INSCRIÇÕES EM FEVEREIRO OFERECEM MAIS DE 3 MIL VAGAS



O processo que envolve maior número de chances é o realizado pela Marinha do Brasil, com 2.200 vagas para o Curso de Formação de Aprendizes-Marinheiros de 2014



MANAUS - As inscrições para a disputa de mais de 3 mil vagas de empregos terão início e término ainda no mês de fevereiro. Serão 14 concursos de níveis estadual e nacional oferecidos para candidatos do Amazonas.
As oportunidades são ofertadas para os níveis fundamental, médio e superior. O processo que envolve maior número de chances é o realizado pela Marinha do Brasil, com 2.200 vagas para o Curso de Formação de Aprendizes-Marinheiros de 2014.
As prefeituras dos municípios de Rio Preto da Eva, Apuí, Boca do Acre e Juruá fazem parte das instituições que publicaram edital para concursos públicos.
Além delas, Petrobrás Distribuidora, Aeronáutica, Câmara Municipal de Iranduba, Secretaria de Estado da Educação-Seduc, Tribunal de Contas do Estado - vagas para universitário - Universidade do Estado do Amazonas-UEA e  Universidade Federal do Amazonas-UFAM também querem novos funcionários.

Fonte: www.acritica.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

HORÁRIO DE VERÃO NO BRASIL ENCERRA DIA 17 DE FEVEREIRO DE 2013. ALGUNS ESTADOS DEVEM ATRASAR O HORÁRIO EM UMA HORA





BRASÍLIA - Após quase quatro meses, o horário de verão terminará a 0h do próximo domingo, dia 17. Os brasileiros que moram nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil, além do Estado do Tocantins, terão que atrasar o relógio em uma hora.
O principal objetivo do horário de verão é aliviar as redes de transmissão de energia nos períodos do dia em que o consumo é mais intenso, principalmente das 18h às 21h. A expectativa da Operadora Nacional do Sistema Elétrico - ONSE era economizar R$ 282 milhões. O valor é 56% maior que os R$ 180 milhões economizados no ano passado. O motivo é a menor necessidade de acionamento das usinas térmicas, que custam mais caro para gerar energia do que as hidrelétricas.
Desde 2008, um decreto presidencial estabelece datas fixas para o início e término do horário de verão. Antes, anualmente era publicado um decreto para definir o período da mudança.
De acordo com o decreto, a mudança no horário ocorrerá, todos os anos, no terceiro domingo de outubro e terminará no terceiro domingo de fevereiro. Se a data coincidir com o domingo de carnaval, como ocorrera em 2012, o final do horário de verão é transferido para o próximo domingo.

Estados onde o horário deve ser atrasado em uma hora:

Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e o Distrito Federal.

Estados onde não há mudança no horário:

Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará,  Paraíba, Pernambuco, Piauí,  Sergipe, Rio Grande do Norte, Rondônia e Roraima.


Fonte: www.folha.uol.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

PAPA BENTO XVI RENUNCIA AO PONTIFICADO E DEVE SAIR DIA 28 DE FEVEREIRO


Reuters


BRASÍLIA - O Papa Bento XVI anunciou nesta segunda-feira, 11, a renúncia ao pontificado, segundo o Vaticano. Ele deixará o posto às 20h - 16 de Brasília - em 28 de fevereiro deste ano.
Em comunicado feito em latim durante uma assembleia de cardeais na qual se discutia um processo de canonização, Bento XVI disse que deixará o carbo devido à idade avançada, por "não ter mais forças"para exercer a função. Para o decano no Colégio dos Cardeais, Angelo Sodano, a notícia foi um "raio no céu azul". Suas palavras foram recebidas com profundo silêncio pelo consistório. "Após ter examinado perante Deus reiteradamente minha consciência, cheguei à certeza de que, pela idade avançada, já não tenho forças para exercer adequadamente o ministério petrino", disse o papa em um surpreendente anúncio durante o consistório para marcar as datas de canonização de três causas.
O pontífice, que completará 86 anos em abril, afirmou que "no mundo de hoje (...), é necessário o vigor tanto do corpo como do espírito, vigor que, nos últimos meses, diminuiu em mim de tal forma que ei de conhecer minha incapacidade para exercer bem o ministério que me foi encomendado". "Por esta razão, e consciente da seriedade deste ato, em completa liberdade, eu declaro que renuncio ao ministério de Bisco de Roma, Sucessor de São Pedro", acrescentou o papa.
Esta é apenas a segunda vez que um papa da Igreja Católica renuncia ao pontificado. Antes, no ano de 1294, Celestino V abdicou antes de ser consagrado. Ele, que havia vivido como um ermitão não se sentia preparado para assumir o comando da igreja. O cargo agora ficará vago até a eleição do próximo papa, "um período de 'sede vacante'", afirmou o Padre Frederico Lombardi, porta-voz do Vaticano. "A notícia nos pegou de surpresa", disse o padre. Aos 78 anos, ele foi um dos cardeais mais idosos a ser eleito papa. Após o anúncio, no entanto, o porta-voz disse que nenhuma doença levou Bento XVI a nunciar sua renúncia. Lombardi afirmou que o próprio pontífice, na carta na qual anunciou sua decisão, explicou que nos últimos meses sentiu diminuírem suas forças físicas. Quando começar a Sé Vacante, tempo que transcorre desde que um papa falece, ou renuncia, até a escolha de seu sucessor, Bento XVI irá à residência de Castelgandolfo, a 30 km ao sul de Roma, e, assim que houver um novo pontífice, retirar-se-á a um mosteiro dentro do Vaticano, disse Lombardi.
Durante o tempo de Sé Vacante, serão realizadas obras de acondicionamento do apartamento papal. Assim que o conclave eleger um novo pontífice, Bento XVI deve se mudar para um mosteiro dentro do Vaticano.
"A idade oprime", em um livro de entrevistas publicado em 2010, o papa já havia falado da possibilidade de renunciar caso não tivesse condições de continuar suas atividades.
Segundo o irmão do Papa Bento XVI, o religioso Georg Ratzinger, 89, o médico do sumo pontífice aconselhou ao papa que não fizesse mais viagens transatlânticas. O irmão afirmou também que o Papa Bento XVI tem cada vez mais dificuldades para andar, o que complica sua vida pública, e ressaltou que seu irmão quer mais tranquilidade  esta idade.
Antes de anunciar a renúncia ao cargo, Bento XVI tinha visita programada para o Brasil em junho, quanto participaria da jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. O evento está marcado para acontecer entre os dias 23 e 28.

BIOGRAFIA

O cardeal alemão Joseph Ratzinger foi eleito papa em 19 de abril de 2005, em substituição a João Paulo II, que havia falecido em 2 de abril do mesmo ano. Bento XVI é o 265o papa e foi o primeiro a ser eleito no século 21. Ele assumiu o posto em meio a um dos maiores escândalos enfrentados pela Igreja Católica em décadas - o escândalo de abuso sexual de crianças por clérigos. Líder da Congregação para a Doutrina da Fé, Bento XVI contou com o apoio das alasa mais conservadoras da igreja à época de sua escolha como sumo pontífice.
Ratzinger nasceu em 16 de abril de 1927 em Marktl, Alemanha, e entrou para o seminário aos 12 anos. Na adolescência, estudou grego e latim, e mais tarde se doutorou em teologia pela Universidade de Munique. É conhecido como grande estudioso e possui sólida carreira acadêmica. Na igreja, ocupou o posto de prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, responsável por difundir e defender a doutrina católica.
Com a morte de João Paulo II, Ratzinger foi eleito pelos cardeias em abril de 2005 e adotou o nome de Bento XVI. Durante a Segunda Guerra Mundial, chegou a ser convocado para combater nos esquadrões antiaéreos alemães. Dispensado, acabou sendo recrutado primeiro pela legião austríaca e depois pela infantaria alemã, da qual desertou em menos de dois meses. De volta ao seminário, foi ordenado padre em junho de 1951. À função, somou o trabalho como professor de teologia, primeiro da Universidade de Bonn e depois na de Regensburg, onde seria reitor. Em março de 1977, tornou-se arcebispo de Munique e FReising e, menos de três meses depois, foi criado cardeal pelo Papa Paulo VI. Já sob João Paulo II, em 1981, Ratzinger tornou-se o líder da Congregação para a Doutrina da Fé. Neste cargo, Ratzinger reprimiu com força os teólogos que saíram de sua doutrina rígida e alienou outras denominações cristãs dizendo que não são igrejas verdadeiras. Chamado de Guardão do Dogma, ele combateu os sacerdócio feminino e condenou a homosexualidade, além de ser contra a comunhão aos divorciados que voltarem a se casar e a impedir o crescimento do laicismo dentro da igreja, mas não se considera um "durão".


Fonte: www.bol.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

domingo, 10 de fevereiro de 2013

BIBLIOTECA PÚBLICA EM MANAUS É REINAUGURADA COM DESAFIOS A INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS


Após cinco anos fechado para reforma, o centro cultural foi reaberto na última sexta-feira (1). Foto: Yago Ferreira/Portal Amazônia



MANAUS - De portas abertas. É assim que a Biblioteca Pública do Amazonas encontra-se pra o público local. Depois de cinco anos fechada para reforma, o centro cultural foi reaberto na última sexta-feira, 1 de fevereiro de 2012, com acerco ampliado de 65 mil livros para 375 mil volumes. A equipe do www.portalamazonia.com visitou o prédio centenário e constatou as principais novidades do edifício tão aguardado pela população amazonense.
Revitalizado, uma das características da Biblioteca é a acessibilidade para deficientes auditivos, físicos e visuais. A melhoria pode ser vista já do lado de fora da Biblioteca. Ao redor de todo o prédio, o local recebeu o piso tátil para indicar o caminho correto a deficientes visuais e cadeirantes. "O piso com linas retas significa que o visitante deve continuar a seguir o trajeto indicado. As pequenas 'bolas' significam que à frente encontra-se um obstáculo ou um 'ramal'", explicou o diretor do departamento de bibliotecas do Amzonas, Sharles Costa.
O elevador, exclusivo para os cadeirantes, também é uma das inovações do prédio. Os deficientes físicos devem entrar pela rua Henrique Martins e dirigir-se até a caixa metálica, que dá acesso aos  dois outros pisos da Biblioteca.
Ainda com foco na acessibilidade, em todas a salas e andares do edifício podem ser encontrados os Mapas Táteis. As placas contêm três tipos de linguagens: gráfica, braile e audiodescrição. Este último recurso é reproduzido por meio de uma caneta de áudio. Para ativá-las, o guia aproxima a ponta do instrumento ao local indicado por uma adesivo de megafone com ondas sonoras. Automaticamente é emitida uma explicação do ambiente em que o visitante se encontra.
Outra história a ser conferida por meio da audiodescrição é o desenvolvimento da própria Biblioteca Pública. No primeiro andar, às escadarias de ferro do prédio, o visitante pode escutar e ler em braile, os momentos do espaço cultural desde fundação, em 1870.
Entre as demais novidades, também é encontrado o folheador automático de livros, segundo Costa, o primeiro em uma biblioteca pública no país. 

LOCAL DE RARIDADES

No primeiro piso, os visitantes podem encontrar a sala de periódicos.  Para alguns, esta sala pode ser uma das mais importantes do prédio. Nela, podem ser analisados jornais até mesmo do século XIX. Guardados em pastas em clima ideal, eles são protegidos pelo arquivista Wilson Cruz Lira, 56. Wilson é o funcionário mais antigo da Biblioteca Pública. Trabalha no local há exatos 35 anos e mantém um alto cuidado com o material armazenado.
Atualmente o título mais antigo encontrado nas estantes da sala de periódicos data do ano de 1886. Mas, segundo Wilson, o local já guardou exemplares ainda mais velhos. "Foi perdido muita coisa no incêndio de 1945. Esses jornais são a nossa história. O público que geralmente frequenta esta sala é de universitários. Eles sabem a importância dos documentos. Para os mais jovens, preciso orientar sobre o cuidado ao folhear os noticiários," contou.
Para evitar novos incêndios, o prédio conta com um brigadista durante 24h. De acordo com o diretor do departamento, os funcionários da Biblioteca Pública realizaram também um curso de brigada de incêndio. O edifício conta com duas saídas de emergência: na rua Henrique Martins e pela entrada principal, na rua Barroso.

REFÚGIO DOS ESTUDANTES

Em pleno século XXI com todas as inovações tecnológicas como a inernet, a Biblioteca Pública ainda chama a atenção de quem deseja um lugar para aprofundar os estudos. Além de sistema Wi-Fi liberado para todos os cadastrados, o prédio centenário conta com mais de 350 mil volumes literários. Entre as estantes dos andares do edifício são encontrados obras universais, regionais, periódicos e até gibis. A nova biblioteca também dispões de mais de 30 computadores para os usuários.



Os mapas táteis facilitam o uso da biblioteca para deficientes. Foto: Yago Ferreira/Portal Amazônia


A Biblioteca Pública do Amazonas está disponível das segundas às sextas-feiras, das 8h às 20h. Aos sábados, o horário de funcionamento é das 8h às 14h. Para usar os serviços é necessário realizar um cadastro gratuito na recepção do prédio. Com a carteira, o usuário têm acesso aos computadores, Wi-Fi, e dos livros emprestados, com prazo de devolução de sete dias.


Fonte: www.portalamazonia.com

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

JUSTIÇA DECIDE QUE ÍNDIOS DO VALE DO JAVARI E DO ALTO SOLIMÕES TÊM DIREITO À ÁGUA POTÁVEL


Maior parte da população Tikuna concentrasse na região do Alto Solimões, no Amazonas


Decisão liminar foi concedia em ação civil pública ajuizada pela Procuradoria da República no Município de Tabatinga-AM, por ocasião do Dia D da Saúde Indígena


MANAUS - Aproximadamente 70 mil indígenas que vivem nas regiões do Alto Solimões (Tabatinga e Benjamin Constant) e Vale do Javari (Atalaia do Norte), deverão ser beneficiados a partir de decisão liminar concedida em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal no Amazonas-MPF/AM, por meio da Procuradoria da República no Município de Tabatinga-PRM/TBT, que determina à União o fornecimento de água potável suficiente para atender os índios que habitam as 379 aldeias e comunidades das duas regiões.
A Ação Civil Pública com pedido de liminar foi encaminhada à Justiça Federal pelo MPF-AM no dia 10 de dezembro do ano passado, o Dia D da Saúde Indígena, realizado pela 6a Câmara de Coordenação e Revisão do MPF. As três ações ajuizadas no Amazonas, por ocasião do evento, já receberam decisões liminares favoráveis aos pedidos do MPF.
Na decisão liminar, a juíza federal Marília Gurgel, da Subseção Juridiciária de Tabatinga, estabelece o prazo de até 30 dias para que a União adote medidas emergenciais com o objetivo de fornecer água potável às comunidades indígenas do Alto Solimões e do Vale do Javari. Em caso de descumprimento, foi fixada multa diária de R$ 5 mil.

RECURSOS NÃO APLICADOS

Na ação, o MPF demonstra que a previsão orçamentária da União em 2012 para saneamento básico em aldeias indígenas para prevenção e controle de agravos era de R$ 58,5 milhões, no entanto, apenas R$ 44,1 milhões foram efetivamente utilizados. "Não é crível que a União tenha aplicado apenas 1,8% da rubrica destinada para saneamento das aldeias, enquanto a saúde de tal população indígena, devido às patologias relacionadas à ingestão e utilização de água contaminada encontra-se conforme aponta o MPF, em 'situação calamitosa'." diz um trecho da decisão liminar.
O Distrito Sanitário Especial Indígena-DSEI do Alto Solimões está localizado no Município de Tabatinga-Amazonas e é responsável pelo atendimento de 47.185 índios. Desse total, quase 40 mil são da etnia Ticuna. São 274 aldeias distribuídas em uma área de 214 mil km².
O DSEI Vale do Javari fica situado no Município de Atalaia do Norte-AM. Nesse distrito, é realizado o atendimento dos 4.915 índios que habitam a região. A etnia mais populosa do Vale do Javari é a Marubo. Ao todo são 105 aldeias em uma área de 85,4 km². Os dados são do Portal da Saúde do governo federal.


Fonte: www.acritica.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br


sábado, 2 de fevereiro de 2013

POLÍCIA MILITAR DO AMAZONAS DIVULGA LISTA DE CONVOCADOS PARA CARGO PÚBLICO DE SOLDADO E OFICIAIS






MANAUS - A Polícia Militar do Amazonas-PMAM divulgou na manhã deste sábado, 2 de fevereiro, as listas oficiais de convocação de candidatos do cadastro reserva para soldados e oficiais, aprovados no último concurso da corporação, realizado nos dias 30 de abril e 1 de maio de 2011.
Os candidatos relacionados deverão comparecer no dia 22 de fevereiro, às 13h, no Comando Geral da PMAM, situado na Rua Benjamin Constant, Petrópolis, zona sul, para realização da inspeção de saúde, relativo à 2a fase do concurso.
Segundo informações da instituição organizadora do certame, o Instituto Superior de Administração e Economia da Fundação Getúlio Vargas-Isae/FGV, 54,5 mil pessoas se candidataram às 2.473 vagas oferecidas no concurso, para cargos de nível médio e superior.
Foram disponibilizadas 2 mil vagas para o cargo de soldado, com 4 mil aprovados na primeira fase e 405 vagas para oficiais.
Do total de candidatos inscritos no concurso da PMAM, 7.424 deixaram de comparecer aos locais de aplicação das provas em Manaus e em doze municípios do interior do Amazonas.
As informações sobre todas as etapas do concurso podem ser consultadas no site do Isae/FGV:


Fonte: www.diariodoamazonas.com.br

Por Rubem Tadeu - Presidente da AFAMA
rtcastroalves@bol.com.br